Análise de Pedidos – Chargeback – Anti Fraude

A análise de pedidos, antes da aprovação efetiva, é um processo que evita fraudes e chargeback em sua loja virtual, sigas as dicas abaixo para aumentar a proteção de suas vendas online.

Veja abaixo nossas dicas para implantar uma rotina de análise de antifraude dentro de casa. Lembrando que recomendamos também o uso de processos automatizados de antifraude como os serviços da Clear Sale e outros mais que podem ser integrados na plataforma de ecommerce da Brasil na Web.

 

O que é Chargeback?

Chargeback é quando você tem o valor estornado de seu saldo bancário ou conta digital onde recebe os pagamentos online. Isso indica que o cartão utilizado na transação pode ter sido furtado/roubado ou o próprio cliente real requisitou o cancelamento diretamente junto a operadora do cartão como compra não legítima, o que é diferente de um desacordo comercial.

Aumente a sua segurança nas vendas online

Assim como não temos plena segurança no mundo real, onde temos é uma “sensação de segurança” e “boas práticas” que nos ajudam a evitar esse tipo de situação, no ecommerce também temos que nos precaver para MITIGAR a chance de nos envolvermos nesses problemas. Pois a verdade é que nunca estaremos 100% protegidos.

1) Revise os contratos das empresas financeiras (cartões de crédito) que você usa em sua loja virtual, veja se oferecem alguma proteção contra chargeback.

Se oferecem, procure saber quais regras eles exigem para garantir qualquer proteção, pois se você deixar para descobrir isso depois que o problema ocorreu.

2) Se você usa um meio de pagamento que não oferece nenhuma proteção (gateways), procure uma empresa de antifraude à parte, o quanto antes.

Na Brasil na Web temos integração por padrão com alguns serviços como Clear Sale e outros podem ser integrados por meios de módulos adicionais.

https://brasilnaweb.com.br/modulos/fraude

3) Crie o seu método de análise e aprovação de pedidos.

Sugestões de análises de pedidos online antes da aprovação final

Fatores que podem chamar a sua atenção antes de aprovar e enviar um pedido:

1) Valor de compra fora do normal em sua loja virtual, principalmente clientes novos!

2) Endereço de cadastro diferente do endereço de entrega, principalmente outros estados.

3) Nome do cliente diferente do e-mail ou email com nomes muito estranhos que aparentemente foram criados só para golpes, normalmente contem números.

4) Tipo de transporte SEDEX (urgente) mesmo quando o valor do mesmo seria elegível para descontos, frete grátis ou fretes mais baratos em sua loja virtual. O fraudador quer receber rápido não importa o custo, ele não está pagando efetivamente por isso!

5) Múltiplos pedidos em curto tempo, variando ou não alguns dados até que uma hora um pedido passa como pago.

6) Múltiplos tentativas de pagamento variando o cartão 3 ou mais, (na plataforma você pode ver os últimos números do cartão). A diferença de tempo normalmente é inferior a 2 minutos entre cada tentativa (é comum o fraudador não nem gastar 1 minuto trocando dados de cartão – ele já tem tudo há mão para realizar o golpe).

 

Juntou 2 ou 3 dos fatores acima?

1) Analise o CPF com a data de nascimento junto a receita federal, se possível utilize sistemas como PROCOB / Serasa para obter a ficha de dados do cliente e compare.

2) Confira o endereço de entrega no Google Maps, veja o tipo de local da entrega, veja se há algum comércio próximo que possa dar alguma referência.

3) Procure por mais pedidos nas últimas 48 horas para o mesmo local ou local próximo, email / cpf em sua loja virtual, afinal uma vez que uma fraude passa é comum o fraudador tentar obter mais vantagens e mudar um pouco os dados. Normalmente ele se mantém atuando numa região bem pequena como mesmo bairro ou números diferentes na mesma rua.

4) Ligue para o cliente e tente perguntar sobre a compra que ele fez. Mescle informações corretas e incorretas como endereço, produtos, frete e valor da compra e tente pegá-lo na mentira, o cliente real sabe as escolhas que faz. O fraudador normalmente quer apenas confirmar tudo e ficar livre para que você envie o produto logo!

Após a ligação você ainda se sente inseguro?

4.1 Envie a carta modelo de reconhecimento de compra online e requisite a assinatura conforme documento do cliente e envio de cópia de tudo de forma digitalizada (isso é o que vai te salvar no final junto ao cartão de crédito).

4.2 Abra o jogo e informe o cliente que a compra saiu do padrão e que por isso vai demorar alguns dias há mais para ser liberada para segurança dele, após o passo acima. Tente bonificá-lo caso tudo dê certo ao final.

4.3 Adicionalmente, se valer a pena, utilize o serviço de A.R. dos Correios ou do seu parceiro logístico que exigirá a verificação do destinatário por documento e entrega em mãos.

4.4 Se for uma entrega local (motoboy, carro próprio da empresa), muitos meios de pagamento não vão te proteger (pagseguro, paypal etc – eles exigem comprovantes de rastreios online). A dica é cancelar o pagamento (estornar), avisar o “cliente” e enviar a maquininha de cartão junto com o motoboy para que a transação seja feita na hora, presencialmente, exija a assinatura de um recibo com a assinatura idêntica ao do documento. A amazon tira até FOTO do documento apresentado!

Não deixe esse assunto para amanhã, proteja-se, estamos aqui do seu lado com os mesmo desafios!

Vamos nessa e boas vendas!

Este artigo foi útil para você?!